Moro serve aos EUA.

Marilena Chauí diz que Moro foi treinado pelo FBI e serve aos EUA

Filósofa e professora Marilena Chauí, 74, afirmou em vídeo publicado pelo Nocaute TV que o juiz federal Sergio Moro, da operação Lava Jato, foi treinado pelo FBI —o equivalente à Polícia Federal nos EUA— para conduzir o caso; “Ele recebeu um treinamento que é característico do que o FBI fez no Macarthismo [política de perseguição anticomunista adotada pelos EUA nos anos 1950] e fez depois do 11 de setembro que é a intimidação e a delação”, afirmou; segundo ela, os Estados Unidos teriam o objetivo de desestabilizar o Brasil para retirar do país sobre o pré-sal; “A Operação Lava Jato é, vamos dizer, o prelúdio da grande sinfonia de destruição da soberania brasileira para o século 21 e 22”

A filosofa Marilena Chauí, 74, afirmou em vídeo publicado pelo Nocaute TV que o juiz federal Sergio Moro, responsável pelas ações em primeira instância da Operação Lava Jato, foi treinado pelo FBI —o equivalente à Polícia Federal nos EUA— para conduzir o caso.

“Ele recebeu um treinamento que é característico do que o FBI fez no Macarthismo [política de perseguição anticomunista adotada pelos EUA nos anos 1950] e fez depois do 11 de setembro que é a intimidação e a delação”, afirma a professora da USP.

Segundo ela, os Estados Unidos teriam o objetivo de desestabilizar o Brasil para retirar do país sobre o pré-sal. “A Operação Lava Jato é, vamos dizer, o prelúdio da grande sinfonia de destruição da soberania brasileira para o século 21 e 22.”

Chauí disse ainda que a gestão interina de Michel Temer está “destruindo a economia brasileira”.

Fonte: Brasil247. Disponível em:<http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/242123/Marilena-Chau%C3%AD-diz-que-Moro-foi-treinado-pelo-FBI-e-serve-aos-EUA.htm&gt;

Transparência Internacional pede Transparência

Transparência Internacional pede que Temer demita seu ministro da Transparência

A Transparência Internacional, organização não-governamental de combate à corrupção em todo o mundo, divulgou nota nesta segunda (30) pedindo a exoneração do ministro da Transparência Fiscalização e Controle Fabiano Silveira, que foi flagrado em gravação de Sérgio Machado, com críticas à Operação Lava Jato e orientando Renan Calheiros (PMDB-AL), alvo da investigação; a entidade diz que suspenderá os contatos com a pasta “até que uma apuração plena seja realizada e um novo ministro com experiência adequada na luta contra a corrupção seja nomeado”; “Ninguém deve estar acima da lei. Não deve haver impunidade para os corruptos e nem acordos a portas fechadas. É decepcionante que o ministro encarregado da transparência esteja agora sob suspeita, como parte de uma operação abafa.”, disse Alejandro Salas, diretor para as Américas da Transparência Internacional; a despeito das gravações, Temer decidiu manter Fabiano no cargo; servidores do ministério protestaram contra a decisão. Leia mais…

5º Encontro de Blogueiros

Em Belo Horizonte os Blogueiros e Ativista Digitais se reuniram para debater a conjuntura política e organizar formas de resistência e enfrentamento ao GOLPE POLÍTICO-JURÍDICO e MIDIÁTICO.

Não reconhecer o DESGOVERNO GOLPISTA, TRAIDOR e ILEGÍTIMO do vice VIGARISTA “temer, o provisório” foi decisão coletiva e unânime de todos os Ativistas e Blogueiros presentes ao 5º Encontro.

Um dos momentos mais revolucionários foi a chegada da Presidenta Dilma Roussef, que foi recebida calorosamente por mais de 50.000 militantes.  

banner5blogprogbarao

Pochmann: a direita passou de adversária para inimiga de classe

#NãoVaiTerGolpe

A Resistência dos Movimentos Populares!

“Ao  exortar à resistência cívica contra o golpe em marcha,  intelectuais e juristas alertaram: o que está em jogo não é só defesa da legalidade representada pelo mandato  concedido por 54,5 milhões de votos à presidenta Dilma, mas sim –explicitou Chauí em sua intervenção no TUCA- impedir que se esmague o espaço público e os direitos sociais duramente abrigados na Constituição de 1988 –agora acossados  pelo ‘alargamento da lógica privada, com a qual o neoliberalismo fere de morte a democracia’, desnudou a filósofa”.

Fonte: Carta Maior. Disponível em: <http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/A-resistencia-no-TUCA-e-a-marcha-do-golpe-nesta-5%AA-feira/4/35713&gt;.

 

Militante é detido por protestar contra a Globo.

CEN, CUT, UNE, Movimento Passe Livre, JPT e Coletivo Quilombola fizeram o ato

O educador Walter Takemoto, militante do Movimento Passe Livre Salvador e colunista da revista Caros Amigos, foi detido na tarde deste domingo, 13, em frente à sua casa, no bairro da Graça, em Salvador.

Takemoto, que voltava para sua residência após participar de um protesto de movimentos sociais e partidos de esquerda contra o golpe em curso e pela democratização dos meios de comunicação, na frente da Rede Bahia, afiliada da Rede Globo na cidade, foi seguido por policiais militares e abordado enquanto entrava no prédio onde mora.

Encaminhado para a Central de Flagrantes, na avenida ACM, o militante foi acusado de desacato a autoridade e vandalismo, por ter defendido uma outra militante petista da truculência policial durante o protesto. A PM acusa o educador também de ter pichado a sede da emissora, que abriga ainda o jornal Correio* e as rádios CBN e Bahia FM, também de propriedade da família Magalhães.

A estudante de Ciências Sociais Marina Fernardes também foi seguida pelos policiais, mas conseguiu escapar da prisão com a ajuda de outros militantes petistas.

Enquanto o educador era ouvido, repórteres baianos que ligaram para a Delegacia de Flagrantes foram informados por investigadores de que Walter Takemoto não havia dado entrada na unidade policial.

Durante a prisão, os agentes policiais tentaram plantar provas contra Takemoto no seu carro. O militante conta que ouviu um tenente da PM mandar um outro preposto colocar latas de spray no veículo.

Fonte: Blog Conversa Afiada. Disponível em:<http://www.conversaafiada.com.br/pig/militante-e-detido-por-protestar-contra-a-globo&gt;. Acesso em: 12 mar. 2016.

Em defesa da Democracia

Professores de Processo Penal brasileiros.

Os Professores de Processo Penal brasileiros abaixo assinados, com independência de nossas preferências político-partidárias, nos manifestamos contrários ao uso político do sistema de justiça criminal. Seguros de nossa contribuição para o Estado de Direito e por dever de consciência democrática que nos orienta no ensino do direito,  repudiamos a violação sistemática das garantias do devido processo legal. As regras para a apuração de crimes e punição de seus autores valem indistintamente. Sua violação cotidiana atinge as camadas mais humildes da população. A falta de uma reprovação rigorosa, pelos tribunais superiores, dos atos do poder que atentam contra os direitos dos mais humildes encoraja a escalada de violência institucional que nos remete a tempos de triste memória. Por isso deixamos clara nossa posição de compromisso intransigente com o devido processo legal e nosso repúdio ao desrespeito à impessoalidade que deve nortear a aplicação da lei e a realização da Justiça.
1. Airto Chaves (Univali-SC)
2. Afrânio Silva Jardim (UERJ)
3. Alexandre Bizzotto (EJUG-FASAM-GO)
4. Alexandre Morais da Rosa (UFSC e UNIVALI)
5. Alexandre Wunderlich (PUC-RS)
6. Alexis Couto de Brito (Universidade Mackenzie-SP)
7. Álvaro Roberto Antanavicius Fernandes (FESDEP)
8. André Nicolitt (UFF)
9. Antonio Eduardo Ramires Santoro (UFRJ e UCP)
10. Antonio José Pecego (Faculdade Pitágoras-Uberlândia)
11. Antonio Pedro Melchior (IBMEC-RJ)
12.  Antonio Tovo (ABDConst)
13. Antonio Vieira (UCSAL)
14.  Aramis Nassif (UNIRITER, UNISINOS e UPF)
15.  Augusto Jobim do Amaral (PUC-RS)
16.  Aury Lopes Jr (PUC-RS)
17.  Bartira Macedo de Miranda Santos (UFG)
18.  Bruno Queiroz (Unichristus – Fortaleza)
19.  Camile Eltz Lima (CESUSCA)
20.  Camilin Marcie de Poli (NDP-PPGD-UFPR e ABDConst)
21.  Carlos Eduardo Gonçalves (UCAM e EMERJ)
22.  Carlos Eduardo Martins (UCAM)
23.  Cezar Roberto Bitencourt (Programa de Pós Graduação em Ciências Criminais PUC-RS)
24.  Cláudio Ribeiro Lopes (UFMS)
25.  Daniela Portugal (UFBA)
26.  Danielle Souza de Andrade e Silva Cavalcanti (UFPE)
27.  Danilo Vasconcelos(FASAM-GO)
28.  Danyelle da Silva Galvão (ABDConst)
29.  Denis Sampaio (Fesudeperj)
30.  Denival Francisco da Silva (EJUG e FASAM-GO)
31.  Diego Romero (UNISC)
32.  Édson Luís Baldan (PUC-SP e ACADEPOL-SP)
33.  Eduardo Bruno Milhomens (ABDConst)
34.  Eduardo Sanz (Universidade Positivo-PR)
35.  Ellen Adeliane Dunck (PUC-GO)
36.  Elmir Duclerc Ramalho Junior (UFBA)
37.  Érika Mendes de Carvalho (UEM)
38.  Fábio da Silva Bozza (ICPC)
39.  Felipe Machado (IBMEC)
40.  Fernanda Correa Osório (PUC-RS)
41.  Fernanda Fonseca Rosenblatt (UNICAP)
42.  Fernanda Ravazzano Lopes Baqueiro (UCSAL e FSBA)
43.  Flaviane Barros ( PUC-MG e UFOP)
44.  Flavio Antônio da Cruz (UNICURITIBA)
45.  Francisco Ortigão (UFRJ)
46.  Frederico Horta (UFMG)
47.  Gabriel Divan (UPF-RS)
48.  Geraldo Prado (UFRJ)
49.  Giovani Frazão Della Villa (NDP-PPGD-UFPR)
50.  Guilherme Saraiva Brandão (UNA-MG)
51.  Gustavo Alberine Pereira (Unibrasil)
52.  Gustavo Badaró (USP)
53.  Gustavo Noronha de Ávila (UEM/Unicesumar)
54.  Helena Rocha Coutinho de Castro (AESO-PE)
55.  Humberto Fabretti (Mackenzie-SP)
56. Jacinto Nelson de Miranda Coutinho (UFPR)
57.  Jose Arthur Kalil (FUMEC)
58.  José Augusto M.Dunck (PUC-GO)
59.  José de Assis Santiago Neto (PUC-MG)
60.  Juliana Bierrenbach (IBMEC)
61.  Juliano Keller do Valle (Univali)
62.  Leandro Gornicki Nunes  (Univille)
63.  Lenio Streck (UNISINOS)
64.  Leonardo Augusto Marinho Marques – UFMG e PUC-MG)
65.  Leonardo Avelar Guimarães (PUC-MG)
66.  Leonardo de Carvalho Barbosa (Instituto Metodista Izabela Hendrix)
67.  Leonardo Guimarães Salles (ESA-OAB/MG)
68.  Leonardo Isaac Yarochewsky (PUC-MG)
69. Leonardo Marcondes Machado (Católica-SC)
70.  Leonardo Marques Vilela (PUC-MG)
71.  Lucas Carapiá (Centro Universitário Jorge Amado)
72.  Lucas Laire (PUC-MG)
73.  Luciano Santos Lopes (Faculdade de Direito Milton Campos)
74.  Luis Gustavo Grandinetti (UERJ)
75.  Luiz Alberto Brasil Simões Pires Filho (URI)
76.  Luiz Gabriel Batis
ta Neves (Escola Superior de Advocacia da OAB Bahia)
77.  Manuela Abath (UFPE/UNICAP)
78. Marcelo Semer (ABDConst)
79.  Marco Aurélio Gonçalves Ferreira (UFF)
80.  Marcos Eberhardt (PUC-RS)
81. Marcus Alan Gomes (UFPA)
82.  Marília Montenegro (UNICAP e UFPE)
83.  Marina Cerqueira (Universidade Católica de Salvador e  Centro Universitário Jorge Amado)
84.  Neemias Moretti Prudente (Instituto Paranaense de Educação e Escola da Magistratura Paranaense)
85. Nereu Giacomolli (PUC-RS)
86.  Nestor Santiago (UNIFOR-UFC)
87.  Nilo Pompílio da Hora (UFRJ)
88.  Pedro Carrielo (Fesudeperj)
89.  Pierre Souto Maior Coutinho de Amorim (ASCES e Escola Judicial do TJ-PE)
90.  Raphael Luiz Correa de Melo (IEC e PUC-MG)
91.  Reinaldo Santos de Almeida (UFRJ)
92.  Renato S. S. Schindler Filho (Escola de Magistrados da Bahia)
93. Renato Vieira (ABDConst)
94.  Rodrigo Machado Gonçalves (UFRJ e UCAM)
95.  Rodrigo Szuecs (FUMEC)
96.  Rogério Dultra dos Santos (UFF)
97.  Rogerio Maia Garcia (PUC-RS)
98.  Rômulo de Andrade Moreira (Universidade Salvador – UNIFACS)
99. Ronaldo Rajão Santiago – (PUC-MG)
100. Rubens Casara (ABDConst)
101.  Salah H. Khaled Jr.  (FURG)
102.  Salo de Carvalho (UFRJ)
103.  Sheila Bierrenbach (UFRJ, aposentada)
104.  Taiguara Líbano Soares e Souza (UFF)
105.  Thais Bandeira Oliveira Passos (UFBA)
106.  Thaize de Carvalho Correia (UNEB, UCSAL e UNIJORGE)
107.  Thayara Castelo Branco (Universidade CESUMA)
108.  Thiago Aguiar de Pádua (UniCeub-DF)
109.  Thiago Bottino (FGV-Rio e UNIRIO)
110.  Thiago M. Minagé (Estacio e UFRJ)
111.  Vinícius de Souza Assumpção (Escola de Magistrados da Bahia)
112. Victória-Amália de Barros Godawa de Sulocki (PUC-RJ)
113.  Vinícius Diniz Monteiro de Barros (PUC-MG)
114.  Yuri Felix (ILFG)